24/04/2014 às 15h18min - Atualizada em 24/04/2014 às 15h18min

Tragédia anunciada: Crianças morrem carbonizadas em Parnaguá

Gêmeos de seis anos estavam sozinhos em casa no momento do incêndio

Portal Corrente; foto: Estevão Moreno

Uma tragédia abalou a cidade de Parnaguá na madrugada desta quinta-feira (24). A mulher de iniciais L.A.S., 22 anos, saiu de sua casa na noite desta quarta-feira (23), deixando seus dois filhos gêmeos menores,  de 6 anos, sozinhos, trancando a casa por fora, para trabalhar em uma casa noturna, localizada há 30 metros de sua residência, no centro da cidade. L.A.S. também deixou 3 velas acessas, já que a energia elétrica havia sido cortada por falta de pagamento. Por volta das 3h30min da madrugada, a mãe voltou à residência, que estava quase completamente consumida pelo fogo.

O policial militar Paulo César Ribeiro, que chegou ao local no momento da tragédia, relata o acontecimento: “quando cheguei, a mãe estava chorando no meio da rua e a casa já havia sido completamente queimada. Muitas pessoas ajudavam a apagar o fogo, porém as crianças já estavam mortas, abraçadas num canto de onde deveria ser o quarto. A comunidade ficou muito abalada pelo acontecimento e nós tivemos que contê-la para não lincharem a mãe”. A mulher também contou ao policial que teria deixado os filhos com febre em casa e que saiu correndo, pois havia escutado os gritos dos meninos enquanto servia as mesas do estabelecimento, mas que teria chegado tarde, pois as crianças já havim morrido.

Paulo Cesar conta ainda que o Conselho Tutelar do município já havia atendido outras ocorrências na casa, pelo mesmo motivo, o abandono das crianças por parte da mãe, que saía à noite e às deixava sozinhas em casa. “Semana passada as crianças foram conduzidas até à delegacia por este motivo e inclusive nós demos comida, pois estavam famintas”, relatou. O soldado também afirma que o avô das crianças constantemente chamava a atenção da filha, que está grávida novamente, pois tinha por hábito deixar os filhos abandonados.

A mulher foi presa em flagrante e conduzida à 10ª Delegacia Regional de Polícia de Corrente, onde está sendo interrogada pelo delegado Rodrigo Morais Matos. O delegado já afirmou que a mulher será indiciada por homicídio doloso.

Este caso remete à tragédia ocorrida com o menino Bernardo, no Rio Grande do Sul, onde toda a sociedade, inclusive o Ministério Público e o Poder Judiciário tinham conhecimento da difícil situação a que o menino era submetido, assim como no caso dos gêmeos de Parnaguá. As leis que garantem a proteção à criança existem, os debates em torno do assunto são intermináveis, mas somente a aplicação efetiva das leis existentes é que garantiriam a integridade física e moral das crianças e adolescentes.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp