20/03/2013 às 11h09min - Atualizada em 20/03/2013 às 11h09min

Corrente receberá curso do projeto Qualifica Piauí

Os caminhões adequados como sala de aula dos cursos de embelezamento, corte e costura e construção civil percorrerão todo o Piauí

Gov/Piauí

 

O Governo do Estado, através da Secretaria Estadual do Trabalho e Empreendedorismo (Setre), inicia neste mês de março os cursos do programa Qualifica Piauí, que levará qualificação inicial a todo o Piauí, proporcionando capacitação e inclusão no mercado de trabalho.

Esta iniciativa faz parte do programa Mais Viver, que visa retirar famílias da faixa de extrema pobreza. “Essa ação é voltada especificamente para o público alvo do Mais Viver, que entre outros objetivos, busca aumentar o número de pessoas empregadas formal ou informalmente”, esclarece a secretaria do Trabalho e Empreendedorismo, Larissa Maia.

O Piauí conta com quatro unidades móveis, equipadas e estruturadas para receber alunos nos cursos de embelezamento, construção civil e corte e costura. A carga horária desses cursos será de 200 horas/aulas.

 

“Esse é um programa que nos permitirá qualificar mão de obra, especialmente no interior do Estado, em áreas que têm uma demanda reprimida. Mas sem esquecer a capital, que tem uma grande necessidade de profissionais capacitados, por exemplo, na construção civil”, enfatizou o governador Wilson Martins.

As primeiras turmas do Qualifica Piauí acontecerão nos municípios de Teresina - nos bairros Santa Maria e Dirceu - ; Castelo, Piripiri, Parnaíba, Piracuruca, Valença, Oeiras, Santa Cruz dos Milagres, Itainopólis, que receberão o curso de embelezamento/corte e costura. Enquanto Paulistana, Simões, Pio IX, Picos, Itainopólis, Teresina, Uruçuí, Elizeu Martins, Bom Jesus, Corrente e Curimatá, o de construção civil.

“Iremos de Norte a Sul do Piauí levando qualificação inicial e oportunizando que jovens de baixa renda tenham acesso a oportunidades de empregos. Dois dos nossos caminhões sediarão as turmas de embelezamento e corte costura e outros dois, serão salas de aula do curso de construção civil”, explicou Larissa Maia.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp