06/09/2014 às 01h08min - Atualizada em 06/09/2014 às 01h08min

Prefeitura de Corrente instala nova bomba no poço da Passagem da Porteira - Carrasco

Todas as residências ligadas à rede de abastecimento estão recebendo água normalmente

Ascom

A comunidade de Passagem da Porteira-Carrasco, localizada próximo ao Riacho Grande, zona rural do município de Corrente, recebeu nos últimos dias uma nova bomba para o poço que abastece a comunidade. O Gerente de Recursos Hídricos do município, Osvaldo Rodrigues, esclarece que o motor que estava realizando o bombeamento da água para a rede de abastecimento estava muito desgastado, não possuindo mais a potência necessária para enviar a água para todas as casas da comunidade.

“Sabemos que estes equipamentos têm uma vida útil limitada e pelo fato do motor funcionar praticamente 24h, o desgaste é ainda maior. Por isso substituímos a bomba e o motor por novos, de potência superior, com capacidade para bombear 12 mil litros/hora, mais adequada para o tamanho desta rede daqui da Passagem da Porteira-Carrasco”.

Para a substituição do equipamento, foi necessário aguardar alguns dias para que a empresa vencedora da licitação, que fornece os equipamentos para a Secretaria de Desenvolvimento Rural, encomendasse o mesmo, já que por ser um motor especial não havia disponibilidade em estoque. “Esperamos 11 dias a chegada do equipamento e hoje a comunidade está sendo plenamente atendida pela rede de abastecimento”, contou Osvaldo.

Na manhã desta quarta-feira (3), o Gerente de Recursos Hídricos esteve ainda na localidade fiscalizando diversas ligações da mesma rede de abastecimento deste sistema, pois mesmo com o equipamento novo instalado e 80% das casas com o serviço regularizado, algumas residências ainda não estavam recebendo água.

 
 

Em algumas propriedades visitadas, foram encontrados diversos tanques cheios de água para dar de beber ao rebanho, inclusive em uma delas que tinha um poço com água, em contradição as pessoas que moram a 500 metros, que há dias não possuem uma única gota de água e há meses sofrem com o abastecimento irregular, além de ligações clandestinas.

“Instalamos um registro no local que distribui a água à estas propriedades e para alívio da comunidade as casas que não tinham água à dias começaram a encher as suas caixas imediatamente, para a felicidade dos moradores”, relatou Osvaldo.

Durante esta quinta-feira (4), todo o sistema já operava normalmente.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp