12/09/2014 às 08h23min - Atualizada em 12/09/2014 às 08h23min

Motorista de Wellington Dias é detido em Barreiras/BA com R$ 180 mil no veículo

FUNCIONÁRIO DO GABINETE do senador vinha de BSB; dinheiro estava debaixo do banco. Motorista apresentou habilitação FALSA

180 Graus

Um veículo foi apreendido na BR-242, na cidade de Barreiras, estado da Bahia, com R$ 180 mil em notas de 100 reais. O fato foi noticiado na TV Clube, durante o Piauí TV 2ª Edição e pelo Jornal Nacional. José Martinho Ferreira de Araújo não soube informar a origem do dinheiro. O motorista informou que havia saído de Brasília com destino ao interior do Piauí.

O homem se identificou para a Polícia Rodoviária Federal como sendo funcionário do Senado, e disse que trabalha com Wellington Dias. Ele ainda apresentou uma habilitação falsificada. No momento da apreensão, ele estava como passageiro. O veículo era conduzido por Paulo Fernando de Sousa, que também foi encaminhado para a delegacia para prestar esclarecimentos.

No final da noite desta quinta-feira, a Polícia Rodoviária Federal confirmou que o veículo não está no nome do senador, e sim de José Martinho.

A ocorrência foi registrada pela Polícia Rodoviária Federal por volta de 15h da tarde desta quinta-feira (11/09). O veículo Fiat Palio Weekend, com placa de Brasília, foi abordado em uma fiscalização de rotina, e após o motorista apresentar uma habilitação falsa aos agentes, foi feita uma revista minuciosa no interior do veículo.

Ao levantar o banco traseiro, o dinheiro, em cédulas de 100 reais, estavam espalhadas, totalizando a quantia de R$ 180 mil.        


Funcionário José Martinho (foto: Cidade Verde)

 

A Polícia Federal foi acionada no caso e acompanhou os depoimentos dos ocupantes do veículo. A Polícia Rodoviária Federal, diante da repercussão do caso, decidiu se manifestar apenas após o término dos procedimentos da Polícia Civil.

A informação também foi veiculada no site g1.com/bahia na noite desta quinta. O delegado de Barreiras informou à reportagem que o motorista não informou a origem do dinheiro, mas afirmou que ele seria usado para a compra de fazenda e que não há relação com o candidato. Para a polícia, ele disse que o senador não tem nada a ver com a situação.

O dinheiro era transportado debaixo do banco traseiro do veículo. Por não terem informado a origem do dinheiro, eles permanecem até a noite desta quinta-feira na delegacia.

CASO FOI DESTAQUE NO JORNAL NACIONAL

Ao site G1, a assessoria do senador encaminhou nota negando qualquer participação de Wellington com o ocorrido, informando que o servidor está de férias, e fazia viagem "pessoal".

"O senador Wellington Dias (PT-PI) esclarece que não tem qualquer relação com o fato ocorrido no município de Barreiras, na Bahia, envolvendo o senhor José Martinho Ferreira de Araújo, servidor do Senado Federal, que, no momento do fato noticiado, se encontra de férias das suas funções, estando, portanto, em viagem pessoal sem qualquer ligação com a atividade do Senado ou do próprio senador".

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp