30/09/2014 às 17h51min - Atualizada em 30/09/2014 às 17h51min

Caravana do Diálogo fecha o ciclo de visitas nos 224 municípios do Piauí

A meta da coligação para a reta final da campanha é retornar aos municípios das macrorregiões piauienses.

Ascom Wellington Dias

A menos de uma semana para as eleições, a Caravana do Diálogo completou o ciclo de visitas nos 224 municípios do Piauí. Neste final de semana, o candidato ao governo, Wellington Dias (PT), a candidata a vice-governadora, Margarete Coelho (PP) e o candidato ao senado, Elmano Férrer (PTB), acompanhados da comitiva da coligação, realizaram as visitas com caminhadas e carreatas pelo norte do Estado.  A meta da coligação para a reta final da campanha é retornar aos municípios das macrorregiões piauienses.

Foi levando propostas a cada cidadão e com intuito de ouvir as principais dificuldades da região, que Margarete Coelho dialogou com homens e mulheres, entre eles, adolescentes, jovens e adultos em frente a residências e comércios durante caminhadas por bairros e vilas.  "A realização das caravanas por todo o Estado teve como principal objetivo ouvir e dialogar sobre as necessidades de cada piauiense. Além disso, tivemos a oportunidade de apresentar e discutir a respeito do nosso plano de governo para as mais diversas áreas ", afirmou.

O abastecimento de água precário, a falta de energia elétrica, a ausência de segurança pública e a carência de uma assistência na saúde foi o diagnóstico alarmante apresentado pela população de norte ao sul aos candidatos da coligação “A Vitória Com a Força do Povo”.  Antônia Soares, moradora da cidade de Assunção do Piauí, relatou que passa dias sem água e que a energia passa o dia inteiro oscilando. “Senhores levar a vida sem água e energia é cruel. Tem dias que falta água para beber e banhar, sobrevivo com ajuda das minhas filhas que compra água do carro-pipa.  Não tenho condições de comprar água todo tempo. Estou vendo a hora de minha televisão e geladeira, únicos eletrodomésticos que possuo, serem queimados porque aqui a energia vive caindo”, desabafou a aposentada.

Na oportunidade, a candidata a vice-governadora reforçou que irá ao lado de Wellington trabalhar pelo desenvolvimento do Estado e que as milhares de meninas e mulheres neste Governo terão voz e vez por meio dela. " Participei de todas as etapas da campanha nesses 90 dias. Dialoguei com homens, mulheres, crianças, jovens e adultos em todos os municípios que visitei e percebi que só se pode fazer e construir um Estado vendo e ouvindo todas essas pessoas. Nosso encontro com a população que mora nos 11 territórios do Estado foi importante por que tivemos a possibilidade de nos deixar influenciar pelas dificuldades e anseios de toda aquelas pessoas que moram e trabalham na região”, afirmou Margarete Coelho.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp