10/08/2015 às 13h20min - Atualizada em 10/08/2015 às 13h20min

Fundação constrói museu com arquitetura moderna e sofisticada em Corrente

Com recursos privados, edifício abrigará um dos maiores acervos particulares do estado

Portal Corrente

Poucas pessoas sabem, mas está em execução na cidade de Corrente a construção daquele que pode vir a ser uma das maiores referências em acervo museológico particular do estado no Piauí – o Museu Mãe Iracema. Quem vê a placa com o nome do museu em construção, numa casinha antiga na Rua Getúlio Vargas, está longe de imaginar a dimensão da obra que a fachada da singela casa esconde.

A iniciativa é da Fundação Museu Mãe Iracema, formada inicialmente por integrantes da família Cavalcanti Barros, que decidiram pela construção do museu e que arrecadou os recursos necessários para a execução do projeto, de origem totalmente privada.

Quem assina o projeto é o arquiteto Narciso Amaral, que aceitou o desafio proposto pelos sócios-fundadores da  Fundação e que acompanha pessoalmente a execução da obra. “Fui convidado a elaborar o projeto e aceitei, voluntariamente. A ideia é abrigar o extenso acervo particular do senhor Sebastião Barros, que hoje se encontra em sua residência na cidade de Teresina, e torna-la acessível à visitação pública. Outro objetivo é transformar o local, que terá diversos ambientes, em um ponto de referência para a cultura na cidade de Corrente, que carece de um espaço adequado para este tipo de atividade”, explica.

A edificação, com cerca de 1.000 metros²,  foi projetada com o fim de abrigar adequadamente o acervo, com amplos espaços de exposição e circulação de visitantes. O projeto inclui os princípios da arquitetura bioclimática, com sistema de ventilação lateral, amplas aberturas protegidas por brises (quebra-sol), sistema de captação de energia solar, prevendo autonomia de energia elétrica, além de um sistema de captação de águas pluviais (através de calhas), armazenagem (cisterna com capacidade de 50 mil litros e caixas d´água ) e reutilização (em banheiros e jardins).

A entrada do edifício já oferece ao visitante uma ideia do conjunto da obra – sofisticada e contemporânea. O pé-direito alto, em seu ápice com 11 metros, disfarça a limitada largura do terreno – 9,50 metros, dando uma agradável sensação de amplitude. As características do terreno, em declive, permitiram a construção de um edifício em diversos níveis, no total de seis, interligados por rampas, garantindo acessibilidade universal.

O prédio prevê espaços para exposição permanente, sala para seleção, limpeza e restauração de peças, videoteca e biblioteca integrados, salas para realização de cursos e oficinas, espaços de convivência, além de um foyer na entrada –  local ideal para pequenas exposições, excelente para realização de coquetéis, apresentações, coffee breaks, vernissage e lançamentos de livros. “O museu poderá inclusive ser incluído no circuito de Museus do país, que recebe exposições itinerantes. Nas salas poderão ser realizados cursos e oficinas relacionados à artesanato, música, teatro; tudo vai depender dos projetos que serão apresentados e que darão vida e movimento a este lugar”, coloca.

Quanto à parte da frente, a casa que hoje lá existe, com características das edificações da região, Narciso afirma que os sócios ainda não chegaram a um consenso. “Como a obra do museu tem características modernas, alguns acham que a casa da frente, a antiga, deveria ser retirada, o que entretanto não é unanimidade, já que outra parte considera importante a sua permanência para também servir de referência quanto à arquitetura da região”, relata.

A obra é executada com recursos oriundos inteiramente de doações privadas. “Devido à limitação de recursos, os depósitos são realizados mensalmente pelos doadores, em conta específica, sendo gastos conforme o andamento da obra, evitando desperdícios”.

 A direção da Fundação Museu Mãe Iracema é composta, hoje, por Jailson Cavalcanti Barros - Presidente, Karina Rocha Barros - Secretária e Danilo Menezes Cavalcanti Barros - Tesoureiro.

Em obra há exatas 72 semanas, tem a sua conclusãoprevista para o segundo semestre de 2016. A Fundação Museu Mãe Iracema está aberta a doações. Interessados poderão entrar em contato com o seu presidente, através do telefone (89) 9 9903-4810.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp