22/03/2017 às 18h32min - Atualizada em 22/03/2017 às 18h32min

Líder do Governo diz que não é contra audiência pública

Alepi

A plenário da Assembleia rejeitou requerimento de autoria do deputado Marden Menezes (PSDB) propondo a realização de audiência pública para discutir a terceirização das estações rodoviárias do Estado. Contudo, foi aprovado requerimento do líder do governo, deputado João de Deus (PT), propondo convite ao secretário de Administração, Franzé Silva, para uma reunião na Comissão de Administração. O assunto gerou polêmica, pois a oposição disse ter estranhado a posição da bancada do Governo, quando é sabido que nunca um requerimento para audiência pública tinha sido rejeitado.
 

O deputado Marden Menezes afirmou que a vinda do secretário de Administração, juntamente com a Sra. Viviane, não é assunto político partidário, mas sim para debater uma situação grave da privatização das Rodoviárias, quando a de Teresina já foi visitada por uma comissão de deputados, devendo serem visitadas ainda as de Floriano e Picos.
 

Em declarações aos meios de comunicação o deputado João de Deus afirmou que não se furta a uma audiência pública, mas que no caso das rodoviárias é preciso informações seguras para o debate. Ele lembrou que já se fez audiência na Assembleia com duração de quatro horas, praticamente sem conteúdo. Ele informou que a visita do secretário à Comissão de Administração será acertada para a próxima semana.


PEQUENOS AVISOSO deputado Edson Ferreira (PSD) leu texto captado nas redes sociais sobre a questão da “Carne Fraca”, em que uma pessoa da China, residente no Brasil, faz colocações interessantes sobre a investigação. Essa pessoa observa que os produtos brasileiros sempre foram bem aceitos nos mercados mais exigentes. Sobre a carne de cabeça de porco observa a internauta: “é da cabeça de porco que se faz a feijoada”. O deputado disse que achou muito importantes as manifestações populares sobre o problema da carne no Brasil.

 

O deputado Francis Lopes (PRP) falou sobre projeto de sua autoria ema tramitação na Assembleia, o qual trata da reutilização da água. Ele afirmou que a partir da aprovação de seu projeto as construções serão edificadas com estrutura para a retenção de água. Ele aproveitou para demonstrar sua crença em projeto de água e saneamento na cidade de Simplício Mendes, onde a água é de má qualidade, causando doenças na população.

 

 

 

Raimundo Cazé - Edição: Katya D'Angelles


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp