11/03/2017 às 13h06min - Atualizada em 11/03/2017 às 13h06min

Robert diz que organização criminosa quer comprar a Agespisa

Alepi

O deputado Robert Rios (PDT) ocupou a tribuna na sessão desta quinta-feira(09) para alertar o governo de que “a empresa que se habilitou para comprar a Agespisa não passa de uma organização criminosa que está passando por processos investigatórios em vários Estados brasileiros”.



Ele classificou como viciada a licitação que habilitou a empresa, que pretende administrar apenas “o filé da Agespisa”, que é a parte da área urbana de Teresina. “O abastecimento da água no interior e zona rural, que é deficitário, vai continuar com a Agespisa”, disse Robert.

 

Também chamando a licitação de “um mar de lama”, Robert pediu que o governador afastasse imediatamente dos cargos os gestores públicos que estão responsáveis por esta licitação. “A diretora deveria ser presa imediatamente”, disse Robert.

Robert Rios também achou estranho o fato do governador Wellington Dias(PT) ter aceitado negociar com esta empresa criminosa, quando seus antecessores se recusaram.

“Tanto o governador Wilson Martins(PSB) quando o governador Zé Filho(PMDB), foram peitados pelos dirigentes da empresa para comparar a Agespisa, mas eles se recusaram. Mas o governador Wellington Dias não.”

O discurso de Robert Rios mereceu apartes dos deputados Doutor Pessoa (PSD) e Rubens Martins(PSB), ambos discordando da forma como estão sendo privatizadas as ações e atribuições da Agespisa.





Edmundo Moreira – Edição: Katya D’Angelles 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp