12/06/2017 às 07h08min - Atualizada em 12/06/2017 às 07h08min

Ordem de Serviço para reinício das obras da Barragem de Atalaia é assinada em Corrente

Viviane Setragni
Portal Corrente

Foi assinada neste sábado a Ordem de Serviço para o reinício das obras da Barragem de Atalaia. A solenidade foi realizada na Câmara Municipal de Corrente e contou com a presença das seguintes autoridades: deputado Fernando Monteiro, prefeito de Sebastião Barros, Onélio Carvalho,  ex-prefeito de Corrente Jesualdo Cavalcanti Barros,  diretor geral do IDEPI, Magela Barros Aguiar, um dos sócios da empresa Jurema, Humberto Castro, o presidente da Associação da Barra do Rio, Osvaldo Rodrigues, além de outras autoridades e pessoas da comunidade, assim como os afetados pela construção da Barragem.


Geraldo Magela, diretor geral do IDEPI

O diretor do IDEPI, Magela Aguiar falou sobre a importância da obra para a região. “A  barragem de Atalaia será uma das maiores do Piauí pela sua capacidade de armazenamento, 211 milhões m³. A obra foi paralizada há 4 anos, por causa do atraso nas desapropriações e indenizações. Assim que assumiu o governo, Wellington Dias tinha como prioridade a conclusão de várias obras, inclusive essa, e o IDEPI vem trabalhando para a retomada dessa obra, buscando regularizar as indenizações e os assentamentos. E hoje, estando à frente do IDEPI, é uma alegria imensa estar aqui e anunciar o reinício dessa obra tão importante para a região extremo-sul do estado do Piauí e para os municípios de Corrente e Sebastião Barros!”.


Ex-prefeito do município de Corrente, Jesualdo Cavalcanti Barros
 

O ex-prefeito de Corrente, Jesualdo Cavalcanti Barros, ressaltou a importância da barragem para a região. “Essa obra vai inundar as terras mais férteis do estado do Piauí, no entanto não se pode deixar de reconhecer os fins sociais – essa barragem pode ser a grande salvação da região, considerando a imensa quantidade de chuva que aqui cai, haja visto a Lagoa de Parnaguá, que depois de seca encheu completamente em poucos meses de chuva. Não se pode mais retardar a conclusão dessa obra e agora, com um filho da terra à frente do IDEPI, nós estamos no momento mais propício para tornar a sua conclusão uma realidade”, colocou.

 


Dep. Fernando Monteiro
 

Já o deputado Fernando Monteiro lembrou que uma das primeiras solicitações feitas pelo ex-prefeito Jesualdo Cavalcanti, quando assumiu a prefeitura de Corrente, foi a conclusão da barragem, assim como a construção da subida para a Chapada das Mangabeiras. O deputado também destacou a importância do IDEPI para a conclusão da obra. “Quando fui eleito deputado fiz questão de assumir a indicação do IDEPI, pois sei o quanto esse órgão pode fazer pelo estado do Piauí e essa é a oportunidade para a conclusão dessa barragem. Tanto os atingidos de Corrente quanto de Sebastião Barros serão contemplados com o assentamento, as indenizações estão em fase final de negociação e a obra seguirá em ritmo acelerado para ser concluída o quanto antes”.

Humberto Castro, representante da empresa Jurema, responsável pela execução da obra, reconheceu os problemas burocráticos do início da obra. “Concordo que as avaliações, feitas por uma empresa terceirizada, foram mal feitas, o que contribuiu para o atraso da obra. No entanto, a sua conclusão resultará na perenização dos Rios, o que é muito bom para a região. Além disso, o assentamento deverá garantir à famílias a devida qualidade de vida e acreditamos que a obra terá um andamento rápido”, colocou.


Onélio Carvalho (esq.), prefeito de Sebastião Barros
 

O prefeito do município de Sebastião Barros agradeceu o apoio do deputado Fernando Monteiro e acrescentou que acredita que a construção da barrragem irá perenizar os rios Riachão, Paraim e Corrente, que beneficiarão três vezes o município. “Sem dúvida Sebastião Barros será o município mais beneficiado com a barragem. Também gostaria de agradecer o deputado e ao diretor do IDEPI pelo início da construção da adutora no nosso município!”.


Sangradouro da Barragem de Atalaia, que receberá revestimento
Na foto: (esq.) dep. Fernando Monteiro, Humberto Castro (Jurema), engenheiro Epifânio Borba, Magela Aguiar(IDEPI),
vereador Riva e o ex-prefeito Jesualdo Cavalcanti Barros

 

Neste domingo, a comitiva esteve pessoalmente no local da obra. De acordo com o engenheiro Epifânio Borba Júnior, da empresa de Fiscalização e Consultoria da barragem, a partir da próxima terça-feira (13) as obras serão retomadas. “O primeiro passo será o desmatamento e a limpeza da área a ser inundada. Também faremos a recuperação dos alojamentos da empresa, que tiveram parte da sua estrutura danificada e furtada, o que deve demorar mais ou menos 30 dias. A partir daí daremos início à obra de revestimento do sangradouro”, explicou.

Quanto aos assentamentos, a licitação está prevista para ser realizada nos próximos dias. Os terrenos, desapropriados por decreto, receberão a construção das casas, além de estrutura básica. As pendências burocráticas de indenizações dos proprietários insatisfeitos com os valores pagos seguem em trâmite na justiça.

Vale ainda registrar que marcaram presença na solenidade de sábado os vereadores de Corrente Valéria Lemos,Flávio Rivelino e Márcio Antonio Barros Rocha, a vice-prefeita do município de Parnaguá, Marisvan Araújo, o presidente da Câmara de Sebastião Barros, Jagney Johnson Lisboa Cunha e o pecuarista Hélio Paranguá.


Área dos alojamentos a ser recuperada
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp