21/05/2019 às 19h37min - Atualizada em 21/05/2019 às 19h37min

Governo da Bahia reforça as ações na divisa com o Piauí contra a Peste Suína Clássica

Redação

O secretário de Agricultura da Bahia, Lucas Costa, reuniu com o diretor da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí, Idílio Moura, juntamente com o diretor de Adab, Rui Leal, e o superintendente do Ministério da Agricultura, Paulo Emílio, para determinar as ações da cooperação técnica que visa erradicar os focos da Peste Suína Clássica (PSC) e garantir que o vírus da doença não se propague e chegue até à Bahia.

No Piauí, foram detectados seis focos da doença em uma localidade no norte do estado vizinho.
 

O fiscal estadual agropecuário, responsável pelas barreiras sanitárias, Sanderson Barreto, disse que vem intensificando as fiscalizações móveis e vigilância nos criatórios em toda área da zona de proteção que abrange os municípios de Formosa do Rio Preto, Santa Rita de Cássia , Mansidão e Buritirama, Campo Alegre de Lourdes,  Pilão Arcado , Remanso e Casa Nova. Além dessas atividades  estão previstas o cadastramento e recadastramento de todas as propriedades com suídeos e inquérito soroepidemiológico nos municípios da zona de proteção.

Sanderson Barreto no escritório da Adab em Formosa do Rio Preto (BA) tem intensificado as ações na fronteira BA/PI

O objetivo  é evitar o ingresso da doença no estado da Bahia mantendo assim o status de zona livre de PSC. A Unidade  da ADAB em  Formosa estará recebendo o reforço de pessoal de outras regionais , veterinários e auxiliares especialistas em Emergência Sanitária e também de veículos que darão suporte  às ações específicas na divisa com o estado do Piauí, conclui ele.

A Zona Livre de PSC concentra mais de 95% de toda a indústria suinícola brasileira e é de onde sai toda a exportação de suínos e seus derivados. Além da Bahia, possuem o status livre os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Sergipe, Rondônia, Acre e o Distrito Federal. A última ocorrência da doença nestes estados foi detectada em janeiro de 1998. Na Bahia, nunca houve nenhum caso registrado da PSC.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp