10/10/2019 às 14h27min - Atualizada em 10/10/2019 às 14h27min

Prefeito de Corrente encaminha Projeto de Lei que cria secretaria e aumenta despesas

O município já teria atingido o percentual de 53,81% com gasto de pessoal

Viviane Setragni
Portal Corrente
O prefeito de Corrente, Gladson Murilo Mascarenhas Ribeiro, encaminhou ao legislativo o Projeto de Lei Complementar nº 01/2019 que altera a estrutura administrativa da prefeitura e a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2019. Ele prevê a criação da Secretaria Municipal de Governo, cria cargos comissionados, além de outras alterações em nomencalturas e símbolos de cargos em comissão, o que na prática resulta no aumento de despesas.



Conforme matéria publicada pelo site GP1 no dia 8 de outubro, o município de Corrente já teria atingido o percentual de 53,81% com gasto de pessoal, conforme Relatório de Gestão Fiscal publicado no Diário Oficial dos Municípios no dia 17 de setembro de 2019. De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, é vedada a criação de cargos quando o município atinge o limite prudencial de gastos com pessoal.

Nas redes sociais, o vereador Gutão (PSB), da base do governo, afirma que o projeto vai tramitar nas comissões. "Se não houver nenhuma irregularidade não vejo porquê não aprovar, a Secretaria de Governo é muito importante para o município", declarou.

Já o vereador Cristovam (PMDB) considera que o prefeito perdeu a noção de responsabilidade administrativa. "Não se pode dar o luxo de querer fazer isso a troca de apoio político, sabemos da realidade do nosso país!  A prefeitura tem funcionários o suficiente, o que falta é gestão! Querer justificar mais contratações é dar um tapa na cara da sociedade, o prefeito entrou em total desespero por conta da sua grande rejeição!", colocou. 

O projeto foi apresentado no dia 2 de outubro e segue para análise nas comissões.




 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp