03/05/2014 às 19h24min - Atualizada em 03/05/2014 às 19h24min

Ambulâncias quebradas deixam Curimatá sem atendimento

Veículos estão parados há quase oito dias e coordenação não tem prazo para normalizar o serviço.

Cidade Verde

Com as duas ambulâncias quebradas, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em Curimatá não está funcionando há quase oito dias. Por conta do problema, o município está sem atendimento de urgência e não há um prazo para que o problema seja resolvido. É o que denuncia o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Gabino Nunes de Araújo (PSDB). De acordo com o parlamentar, os pacientes do município estão sendo atendidos em carros particulares em situações de urgência.
"Estamos com um problema na cidade, as ambulâncias do SAMU estão com mais de oito dias que estão quebradas. Hoje várias ocorrências aconteceram e nada foi resolvido. Os pacientes precisam ser atendidos em carros particulares nessas situações", alerta o presidente.
O vereador acrescenta que a situação já foi informada a prefeitura, mas que até o momento nenhuma providência foi tomada. "A gente aguardou uma resposta e até agora nada", pontuou o parlamentar.
Do outro lado, a coordenadora municipal do SAMU, Sâmara Leite afirma que o seguro já foi acionado e que o município aguarda a remoção dos veículos para a manutenção.
"As ambulâncias estão realmente com problemas mecânicos e não vamos botar a vida dos funcionários em risco. Por ser um período de feriados prolongados situação está mesmo demorando a ser resolvida, mas já entramos em contato com os responsáveis e esperamos que isso se resolva logo", pontuou a enfermeira.
Segundo Sâmara, um prazo ainda não pode ser estabelecido porque isso dependerá do problema mecânico que cada um apresentar. Até que os veículos sejam reparados a cidade continuará sem atendimento de emergência.
O Cidadeverde.com tentou falar com o prefeito de Curimatá, Reidan Kleber, mas não conseguiu contato em nenhum dos telefones.
 
Rayldo Pereira

Link
Tags »
Ambul ncias quebradas deixam Curimat sem atendimento
Notícias Relacionadas »
Comentários »