28/06/2021 às 10h27min - Atualizada em 28/06/2021 às 10h27min

Após 20 dias de buscas, Lázaro Barbosa é morto pela polícia em Goiás

Governador do estado, Ronaldo Caiado, informou que o homem foi capturado nesta segunda-feira (28); Lázaro trocou tiros com a força-tarefa e foi baleado

CNN

Após 20 dias de buscas, Lázaro Barbosa foi morto pela polícia de Goiás nesta segunda-feira (28). No momento da prisão houve troca de tiros, Lázaro foi baleado e morto em confronto com a força-tarefa. A informação inicial da prisão foi dada pelo governador do estado, Ronaldo Caiado.

A prisão aconteceu na região de Águas Lindas de Goiás, onde mora parte da família de Lázaro. 

"Era questão de tempo até que a nossa polícia, a mais preparada do país, capturasse o assassino Lázaro Barbosa. Parabéns para as nossas forças de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiás não é Disneylândia de bandido", disse Caiado em publicação nas redes sociais. 

Durante as buscas por Lázaro, equipes de inteligência da Polícia Rodoviária Federal (PRF) também foram incorporadas à força-tarefa, que contou com cerca de 270 policiais envolvidos na operação de captura do fugitivo.

Agentes das polícias militares e civis de Goiás e do Distrito Federal, além da PRF, bombeiros e cães farejadores também participam da força-tarefa para encontrar Lázaro Barbosa, de 32 anos. 

Lázaro teria matado quatro pessoas da mesma família e, em seguida, entrou em fuga pela mata na região do município de Cocalzinho de Goiás.

Veja a linha do tempo das buscas por Lázaro: 

9 de junho
Cláudio Vidal, empresário de 48 anos, e os filhos dele, de 21 e 15 anos, foram mortos a tiros e facadas em uma fazenda na área rural de Ceilândia, no Distrito Federal. A mulher de Vidal, Cleonice, não foi encontrada no local.

No mesmo dia, a Polícia do DF divulga a foto de Lázaro como suspeito do crime. 

12 de junho
O corpo de Cleonice é encontrado na beira de um córrego. No mesmo dia, segundo a polícia, Lázaro teria invadido uma chácara nas proximidades, feito os moradores de reféns e fugido usando o carro deles. O veículo foi abandonado e queimado nas proximidades de Cocalzinho de Goiás.

Ao fugir, ele teria atirado em quatro pessoas e ateado fogo em uma casa. 

14 de junho
Câmeras de segurança capturam Lázaro no galpão de uma fazenda, onde teria dormido.

15 de junho
Lázaro fez uma pessoa refém em Edilândia (GO), na mesma região de Cocalzinho, e trocou tiros com policiais. Um agente foi atingido, mas ficou bem após socorro médico.

"Foram tiros de raspão, dois tiros, os dois passaram de raspão no rosto. Já foi socorrido e está tranquilo", disse o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Marques.

17 de junho
Agentes da Força Nacional foram acionados para reforçar o contingente.

18 de junho
Lázaro é avistado duas vezes pelos policiais, mas consegue escapar.

19 de junho
Polícia acredita que Lázaro está em uma gruta em uma área de 80 quilômetros quadrados. Agentes de segurança realizam cerco.

20 a 27 de junho
A força-tarefa continuou as buscas pela mata e nas cidades da redondezas. 

28 de junho
Governador de Goiás anuncia que a força-tarefa prendeu Lázaro Barbosa. Informações iniciais apontam para troca de tiros no momento da captura.

Policiais procuram Lázaro Barbosa, o ‘serial killer do DF’, em Cocalzinho de Goi

Policiais procuram Lázaro Barbosa, o ‘serial killer do DF’, em Cocalzinho de Goi

Policiais procuram Lázaro Barbosa, o ‘serial killer do DF’, em Cocalzinho de Goiás

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp