04/04/2013 às 12h36min - Atualizada em 04/04/2013 às 12h36min

É concedido alvará de soltura do servidor público da saúde de Corrente

Desembargador decreta ainda a prisão domiciliar do acusado

Portal Corrente

Foi decretado pelo Desembargador Raimundo Nonato Souza Alencar, em 3 de abril, o alvará de soltura do servidor público Joelton Lobato Amaral, cumprido na tarde desta quarta-feira (4), tendo sido decretada sua prisão domiciliar. O servidor foi preso em flagrante em 07 de março, acusado de crime de peculato.

Segundo o Desembargador, em seu despacho, a motivação dada pelo Juiz  Carlos Marcello Sales Campos para manter o servidor preso seria insuficiente, visto que "bastava que o servidor, auxiliar administrativo, fosse afastado de suas funções da Secretaria de Saúde". Consta ainda em sua decisão que a prisão preventiva pode ser substituída pela prisão domiciliar, considerando sobretudo que o réu possui delicada situação de saúde. O desembargador também observa que a falta de agentes do Estado para fiscalizar o adequado cumprimento da medida cautelar não seria razão idônea para indeferir o benefício.

Segundo o delegado Danúbio Dias, ao ser decretado a prisão domiciliar ao servidor o mesmo não pode, em hipótese nenhuma, sair de sua residência. "Não temos um policial disponível para fazer a supervisão da prisão domiciliar", declarou Danúbio. O delegado também colocou que o juiz da comarca é quem vai determinar como será feito o cumprimento desta supervisão.

Segundo os dados apurados até o momento, o total de transferências para as contas pessoais de Joelton já chegariam ao valor de 457 mil reais. A investigação segue com a análise dos dados bancários e telefônicos. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp