28/06/2015 às 15h10min - Atualizada em 28/06/2015 às 15h10min

Professor Laécio Barros lança livro da Academia Piauiense de Letras

Conflito armado entre José Honório Granja e a família Lustosa Nogueira é o tema do livro

IFPI

O professor e diretor-geral do Campus Corrente do Instituto Federal do Piauí, Laécio Barros Dias, lançou no último sábado, 20, na sede da Academia Piauiense de Letras em Teresina, o livro “O Sertão Piauiense em Pé de Guerra". A publicação faz parte da "Coleção Centenário", um programa editorial da Academia Piauiense de Letras em parceria com a Universidade Federal do Piauí.

Fruto de dissertação de Mestrado em História do Brasil apresentada na Universidade Federal do Piauí, a obra analisa os impasses surgidos no processo de consolidação da República brasileira no estado do Piauí, especialmente os conflitos entre as elites locais durante o rearranjo das forças políticas após a implantação do novo regime. O livro tem como pano de fundo um conflito armado envolvendo dois grupos rivais nos municípios de Corrente e Parnaguá, localizados na região extremo sul do estado, entre 1922 e 1926.

Em seu discurso, Laécio Barros agradeceu as pessoas que contribuíram para a elaboração da obra e destacou sua paixão pela pesquisa e história do Piauí. "Pesquisar e escrever sobre o Piauí e sua gente, é manter nossa memória viva. A meu ver, esse livro deixa um legado sobre a formação do nosso estado e sobre a construção de nossa gente”, completou.

Estiveram presentes na cerimônia de lançamento, o reitor da Universidade Federal do Piauí, José Arimatéia Dantas Lopes, o presidente da Academia Piauiense de Letras, Nelson Nery Costa, o desembargador Othon Mário Lustosa, que fez a apresentação da obra, além de vários acadêmicos da APL, professores do mestrado em História da UFPI, moradores de Corrente e Parnaguá e amigos e familiares do autor. "Acredito que esta obra traz uma contribuição valiosa para a história do Piauí, na medida que traz à luz um dos episódios mais dramáticos de nossa gente", afirmou Othon Lustosa.



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp