07/12/2017 às 09h47min - Atualizada em 07/12/2017 às 09h47min

São Gonçalo sedia reunião do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Gurgueia

Viviane Setragni
Portal Corrente

O município de São Gonçalo do Gurgueia sediou nesta quarta-feira (6) a VI reunião ordinária do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Gurgueia. O encontro aconteceu na Câmara de Vereadores e teve a participação de membros representantes dos municípios de Corrente, Bom Jesus, Barreiras do Piauí e São Gonçalo do Gurgueia.

O presidente do Comitê, Ariderson Alves de Moura, lamentou a pouca participação dos municípios na reunião. "É através do Comitê que será possível viabilizar o aporte de recursos para a revitalização do Rio Gurgueia, um dos principais afluentes do Rio Parnaíba. Infelizmente nós temos constatado a pouca participação dos 33 municípios que compõe o Comitê. Nós temos situações preocupantes em todo o território, há locais em que o Rio Gurgueia praticamente seca, temos afluentes que também precisam de um diagnóstico e ações pontuais então é muito importante a presença de todos", ressaltou. 

O vereador do município de Corrente, Joabe Santana, destacou que para a próxima eleição do comitê os municípios deveriam escolher membros que estejam realmente comprometidos com a causa."No dia da eleição todos se empolgam, mas o importante é participar de todas as reuniões. Nossos rios estão secando e os municípios precisam participar de uma estratégia para a revitalização da bacia hidrográfica", colocou.

A coordenadora de Gestão Participativa da SEMAR, Lidiane Matos,  ressaltou que a Agência Nacional de Águas (ANA) deverá, nos próximos meses, efetuar a liberação de recursos que facilitarão as ações do comitê, como custeio de viagens e capacitações.

Sobre os projetos de revitalização, é senso comum entre os membros presentes que eles levem em consideração as nascentes do Rio Gurgueia. "Não adianta trabalharmos a extensão do rio e ignorarmos as nascentes, inclusive dos afluentes, como é o caso do Rio Paraim, que está assoreando e que todos os anos nós registramos a seca do rio em trachos cada vez maiores", ressaltou a bióloga Suele Nogueira, membro representante do município de Corrente e integrante da Comissão SOS Paraim.

Edilberto Gonçalves Nobre, Secretário de Meio Ambiente de São Gonçalo do Gurgueia e membro do Comitê, lembra que, apesar dos esforços de alguns particulares as nascentes do Rio Gurgueia vem constantemente sofrendo agressões, que inclusive tem contribuído para a diminuição do fluxo de água do rio.

Durante a reunião, foi definido o calendário para o ano de 2018, que contará com a eleição de novos membros em março. A convocação para a eleição será enviada pela SEMAR para os 33 municípios participantes. 

 

O comitê

O comitê de bacia tem como finalidade reunir órgãos do poder público, sociedade civil e usuários de água para planejar o uso dos recursos hídricos na área de abrangência da bacia. Formado em igual número por representantes governamentais e da sociedade, constitui-se de um verdadeiro parlamento das águas, onde os usuários de recursos hídricos, instituições de ensino e pesquisa, associações comunitárias, empresas operadoras de sistemas de saneamento, prefeituras e órgãos estaduais com atuação na área de recursos hídricos debatem e decidem sobre a melhor forma de resolver os problemas e também apontam meios de preservação da bacia.

O Estado do Piauí apresenta uma divisão hidrográfica em 12 bacias ou regiões hidrográficas que deverão ter comitês de bacias, cuja ordem de prioridade em sua criação e instalação depende do diagnóstico das condições hídricas, do nível de conflitos pelo uso da água e das demandas da sociedade civil, usuários e instituições públicas com atuação local.

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Gurguéia foi criado por meio de decreto, em 22 de março de 2014. Este é o segundo comitê de bacia criado no Piauí. O primeiro foi o dos Rios Canindé-Piauí, no Semiárido do estado. Também está em processo de discussão a criação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Parnaíba, que abrange os estados do Piauí, Maranhão e Ceará.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp