07/01/2019 às 14h59min - Atualizada em 07/01/2019 às 14h59min

Novo presidente do TJ-PI toma posse e diz que julgamento de casos de violência doméstica será prioridade

Sebastião Martins também falou sobre a necessidade de fortalecer o processo judicial eletrônico.

G1
Na manhã desta segunda-feira (7), o desembargador Sebastião Ribeiro Martins tomou posse como novo presidente do Tribunal de Justiça do Piauí. Em seu discurso de posse, o presidente do TJ-PI declarou que em sua gestão serão priorizadas questões como o combate à violência contra a mulher e o fortalecimento do processo judicial eletrônico.

Na cerimônia estiveram presentes autoridades políticas e do judiciário, como o desembargador Erivan Lopes, ex-presidente do TJ-PI, e o governador Wellington Dias (PT), que declarou estar feliz com os compromissos firmados pelo novo presidente do Tribunal, destacando fatos preocupantes sobre casos de violência contra a mulher.

“Os casos de violência contra a mulher nos últimos anos foram alarmantes, incluindo os crimes de feminicídio, porque ainda vivemos em uma sociedade culturalmente machista e patriarcal, onde a figura do homem sempre foi o centro da família e da própria comunidade, especialmente aqui no Piauí e, por isso, é necessária a criação de uma rede de combate à violência contra a mulher, priorizando o julgamento de todos os processos que envolvam violência doméstica e feminicídio”, declarou.

 

Processo eletrônico

Durante a cerimônia, o presidente falou também sobre agilizar os julgamentos com investimento em tecnologia.

“Pretendemos eliminar por completo, até o final do nosso mandato, o uso do papel na Justiça do estado do Piauí, tornando a tramitação dos processos mais rápida e mais segura, da mesma forma como foi implementado com sucesso pelo desembargador Erivan [Lopes, ex-presidente] na parte administrativa, ou seja, uma ferramenta de gestão de documentos e processos que tem como objetivo promover a eficiência administrativa em todo o Brasil”, completou.
 

Homologação dos concursos

O novo presidente declarou, ainda, que pretende homologar o resultado dos concursos em até dois meses, convocando os aprovados de acordo com a necessidade do tribunal, pois entende que a sociedade precisa da descentralização do serviço dos cartórios em Teresina.

Quanto aos concursos já existentes, o presidente afirmou que pretende prorrogar por mais dois anos, para os cargos de servidor e de juiz, e descartou a possibilidade da realização de novos concursos durante a gestão.



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp