02/10/2015 às 10h34min - Atualizada em 02/10/2015 às 10h34min

MAPA realiza primeiro encontro do programa Campo na Classe Média

Prefeitos devem assinar o convênio com o MAPA para receber os recursos

Ascom

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) realizou, na manhã desta sexta-feira (02/10), uma reunião com os facilitadores do Projeto Porteira em Porteira, que corresponde à primeira etapa do Programa Campo na Classe Média, do Governo Federal. O encontro aconteceu na sede da Prefeitura Municipal de Corrente, e contou com a presença de representantes dos municípios de Cristalândia, Curimatá e Sebastião Barros, além dos facilitadores do município de Corrente, os servidores Ricardo Lago e Adriel Nunes de Freitas.

A coordenadora da reunião, Fátima da Costa Lamar, que representante do MAPA, explica que o primeiro passo para o início do projeto é a assinatura do convênio, pelas prefeituras, com o Ministério da Agricultura. “Com a assinatura do convênio, o município estará apto a receber os recursos necessários para dar início ao programa”.

Embora nove prefeitos tenham assinado o termo de adesão no primeiro encontro realizado no dia 30 de julho deste ano, apenas quatro municípios estiveram representados na reunião de hoje. “Sabemos que no estado da Bahia todos os municípios que assinaram o termo de adesão firmaram o convênio e enviaram os facilitadores. Aqui infelizmente encontramos essa dificuldade”, colocou. Os convênios deverão ser firmados diretamente através do SICONV.

O Campo na Classe Média tem como finalidade fomentar a ascensão de classe através de ações que promovam a melhoria econômica do produtor rural, corrigindo as imperfeições de mercado, estruturando acesso a tecnologias que melhorem a produção. Para isto são previstas ações integradas entre Estados, Municípios e Governo Federal nas áreas de extensão rural, assistência técnica e formação continuada.

Para a execução do programa, o MAPA conta com a parceria do SEBRAE, que fará a capacitação dos pequenos agropecuaristas para agregar valor a seus produtos e serviços e ampliar a sua renda.

O município, por sua vez, deverá cumprir uma série de etapas para a implantação do programa, como realizar o levantamento dos produtores aptos a participar, estruturar a Secretaria de Desenvolvimento Rural do município e indicar o Facilitador, que fará a ligação entre o município e o MAPA.

O programa atuará até 2018 e contará com o apoio e parceria dos Ministérios da Educação, Ciência e Tecnologia, Saúde, Integração Nacional, Pequena e Média Empresa, Anater, Desenvolvimento Social, Meio Ambiente, Justiça e com o SEBRAE.

Matéria relacionada:

Prefeito Jesualdo assina termo de adesão ao Programa Campo na Classe Média

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp