22/07/2016 às 12h49min - Atualizada em 22/07/2016 às 12h49min

Promotor fará acareação entre presos e prefeito de Redenção do Gurguéia

Cidade Verde
Foto: Roberta Aline/Cidade Verde

O promotor Rômulo Cordão, coordenador do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), autorizou a transferência de três presos na Operação Déspota para Teresina, nesta sexta-feira (22). Os presos já estão na capital e participarão de acareação com o prefeito de Redenção do Gurgueia (690 km de Teresina), Delano Parente. 

Os três presos são Julimar Pereira Borges, secretário de Saúde da cidade; Orlando Gonçalves da Gama, empresário preso na cidade de Avelino Lopes e Arnilton Pereira do Lago, empresário preso em Redenção do Gurguéia. Os três ficarão na Casa de Custódia de Teresina. O prefeito da cidade está preso em outro local, também na capital piauiense. 

Todos estão presos preventivamente e participarão de acareação, para confronto de depoimentos e esclarecimento de questões relacionadas ao esquema criminoso. As investigações apontam que o grupo cometeu crime de lavagem de dinheiro, fraudes em licitações, emissão de notas frias e corrupção ativa e passiva. 

Segundo o promotor, as investigações apontam que o grupo cometeu crimes de lavagem de dinheiro, fraudes em licitações, emissão de notas frias e corrupção ativa e passiva. 

Além dos três, foi liberado um dos presos temporariamente, que estava foragido, mas se apresentou durante a semana e foi ouvido. O nome do investigado é Magnaldo Pereira Borges, que é agricultor e irmão de Julimar. 

O promotor está na penitenciária de Bom Jesus, onde estavam os presos, e ouve na manhã de hoje o pai do prefeito, Aldemes de Sousa Nunes, secretário de infraestrutura do município. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp