06/06/2019 às 06h57min - Atualizada em 06/06/2019 às 06h57min

Governo fará inventário de parques e florestas para gerar crédito de carbono

O levantamento já dispõe de recursos do Banco Mundial.

Redação

O governador Wellington Dias esteve reunido, nessa terça-feira (4), com o consultor Olavo Noleto e gestores das Secretarias de Estado do Meio Ambiente (Semar), Planejamento (Seplan), Fazenda (Sefaz) e da Superintendência de Parcerias e Concessões (Suparc) para tratar da realização de um inventário dos parques e florestas piauienses que permitirá a certificação para a emissão de crédito florestal de carbono. 

De acordo com Wellington, um novo passo será dado com a realização deste inventário, que já conta com recursos do Banco Mundial e que permitará a certificação das áreas de proteção ambiental piauienses que poderão ser utilizadas como crédito, para a captação de recursos para mais investimentos na área de proteção ambiental.

O governador explicou que o mundo tem tido uma preocupação muito grande com o desmatamento e a utilização dos recursos naturais e que hoje há um regramento para a compensação por desmatamento ou por desastres ambientais. 

“Quando uma empresa desmata ou é responsável por um desastre, como no caso de Brumadinho, ela é condenada a pagar multas ambientais. Diante disso, o Piauí fez um marco regulatório, um conjunto de leis para que possamos cuidar das florestas e vender este crédito. Temos cerca de 3,5 milhões de hectares entre parques federais, estaduais, municipais e privados que podem gerar certificado e emitir esse crédito para as empresas”, comentou Dias. 

O governador disse que há a necessidade de trabalhar em sintonia com a legislação e os parâmetros para entrar na plataforma, mas esta muito animado com a possibilidade de cuidar ainda mais dos recursos naturais piauienses e ainda gerar receitas.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »