22/09/2020 às 11h32min - Atualizada em 22/09/2020 às 11h32min

Após pressão popular, presidente da Câmara de São Gonçalo do Gurgueia apresenta prestação de contas do ex-prefeito Decym

Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE/PI) julgou por unanimidade irregulares as contas de gestão do ano de 2016 do ex-prefeito.

Viviane Setragni
Portal Corrente
O presidente da Câmara de Vereadores do município de São Gonçalo do Gurgueia, Orisson Magno (MDB), apresentou na sessão ordinária desta segunda-feira as contas de gestão do ex-prefeito  Anderson Luiz Alves dos Santos Figueiredo, o Decym (MDB), julgadas irregulares por unanimidade pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/PI) para apreciação dos vereadores.

Elas haviam sido enviadas à Câmara Municipal em março de 2019, e desde então o julgamento não foi apresentado aos vereadores, os quais nunca tiveram acesso ao documento.

Após a manifestação popular na sessão do dia 10 de setembro, em que o vice-presidente João Filho (MDB), vereador que presidia a sessão, chegou a chamar a polícia para expulsar a comunidade do plenário da Câmara, o presidente da casa deciciu apresenta-la na sessão de ontem.

O vereador Ronisvaldo Lobato (Republicanos) disse ao Portal Corrente que não foi dada qualquer explicação sobre o motivo pelo qual a prestação de contas não havia sido apresentada antes, embora todos tenham conhecimento de que se tratou de manobra política para que Decym não ficasse inelegível e, portanto, impedido de concorrer às eleições deste ano.

Após a apresentação do documento, a Câmara seguirá todos os ritos regimentais, devendo ser analisada pelas comissões e posteriormente votado em plenário.

Já o plenário do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE/PI) julgou por unanimidade irregulares as contas de gestão do ano de 2016 do ex-prefeito. O Acórdão 1.123/2018, publicado no Diário Oficial Eletrônico nº 155, indica que as improbidades apuradas foram: grave infração à norma legal ou regulamentar de natureza contábil, financeira, orçamentária, patrimonial ou operacional.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp