02/01/2017 às 11h27min - Atualizada em 02/01/2017 às 11h27min

Jesualdo Cavalcanti sai da prefeitura e deixa R$ 3,5 milhões em caixa

Portal Corrente
Viviane Setragni

Jesualdo Cavalcanti Barros, prefeito de Corrente entre os anos de 2013 e 2016, encerrou seu mandato sem qualquer dívida com fornecedores ou dívidas trabalhistas, ao contrário da grande maioria dos municípios brasileiros. Como se não bastasse, o gestor entregou a prefeitura com mais de R$ 3,5 milhões nas contas bancárias municipais, dando fôlego ao novo gestor para que a máquina pública não pare um dia sequer, garantindo a continuidade de todos os serviços.

Nas contas do Banco do Brasil, são R$ 1.614.216,84 (um milhão, seiscentos e quatorze mil, duzendos e dezesseis reais e oitenta e quatro centavos), sendo destes R$ 639 mil do repasse do FPM, valores do COSIP e impostos, além de convênios para calçamentos, mais de R$ 200 mil reais, e um convênio com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (SDR), no valor de R$ 319 mil reais, para a construção de barragens. Na Caixa Econômica Federal, são mais R$ 1.894.143,57 (um milhão, oitocentos e noventa e quatro mil, cento e quarenta e três reais e cinquenta e sete centavos). O total, somando as duas contas, são R$ 3.508.360,41 (três milhões, quinhentos e oito mil, trezentos e sessenta reais e quarenta e um centavos).

Questionado sobre a "mágica" na gestão, que foi na contramão da realidade política e econômica do país, Cavalcanti é enfático: "Não existe mágica; o que eu fiz foi gastar o que podia gastar e não furtei nem deixei furtar!".

Confira abaixo os extratos:

 

Link
Tags »
Jesualdo Cavalcanti Corrente Piauí
Notícias Relacionadas »
Comentários »