22/04/2017 às 19h16min - Atualizada em 22/04/2017 às 19h16min

Hospital Regional de Corrente divulga nota sobre morte de gestante

Ascom

A morte da gestante Larissa comoveu a cidade de Corrente neste feriado de Tiradentes. Após uma campanha nas redes sociais, durante toda a sexta-feira, apelando para doação de sangue, a gestante foi transferida para Barreiras, estado da Bahia, mas não resistiu.

Em nota oficial, a direção do Hospital Regional de Corrente afirma que a gestante deu entrada na emergência com descolamento de placenta e, apesar de toda atenção médica e recursos que o Hospital dispõe, a gravidade do caso levou a paciente e o bebê a perderem a vida.

Confira a nota oficial:

No dia 20, a paciente Larissa deu entrada gestante com 33 semanas. Apresentando descolamento de placenta evoluindo com quadro de hemorragia maciça, imediatamente quando solicitado o cirurgião de sobreaviso Dr. Wilson Grangeiro realizou cirurgia cesariana com objetivo de salvar a vida da gestante, já que o bebê não tinha mais chances de sobreviver, e tendo em vista que a paciente não suportaria uma transferência naquele momento.

Durante toda a madrugada a paciente foi assistida por 2 médicos, 2 enfermeiros e 6 técnicos de enfermagem. Houve a necessidade de transfusão sanguínea, no entanto o HEMOPI não dispunha de quantidade suficiente para o caso da paciente.

Na manhã do dia 21, o caso foi assumido por nova equipe medica e de enfermagem, a nova equipe estabilizou a paciente para que fosse transferida com maior segurança. Diante da gravidade do caso e da distância para nossa referência Teresina-PI, a família optou por remover a paciente para Barreiras-BA e o hospital disponibilizou ambulância com 1 enfermeiro e 2 técnicos de enfermagem habilitados para transferências.

Segundo Dr. Wilson Grangeiro (GINECOLOGISTA E OBSTETRA) este é uma das complicações obstétricas mais temidas na obstetrícia com um índice de mortalidade acima de 80%. Cabe ressaltar que dentro das possibilidades tudo foi realizado pela equipe médica criteriosamente. O Hospital Dr. João Pacheco Cavalcante se solidariza com os familiares.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp