28/06/2017 às 12h06min - Atualizada em 28/06/2017 às 12h06min

Hospital Regional de Corrente apresenta ao MP o cumprimento do TAC e andamento das cláusulas pendentes

A  diretora geral do Hospital Regional de Corrente, Lindaura Perpetua Cavalcanti, esteve reunida na última semana com a Promotora de Justiça, Gilvânia Alves Viana, para analisar o cumprimeto do Termo de Ajuste de Conduta, firmado entre a Secretaria de Estado da Saúde (SESAPI) e o Ministério Público Estadual. As reuniões são realizadas periodicamente para analisar as cláusulas ainda pendentes e as soluções realizadas.

A Licença Sanitária atualizada é um dos ítens pendentes, porém a diretora lembra que para a a sua emissão o hospital aguarda a visita da ANVISA. O Ponto Eletrônico Digital é outro ítem pendente, que também aguarda a visita dos técnicos de Teresina. “Temos ainda o problema da internet que dificulta a instalação do ponto. Temos três empresas operando no hospital mas ainda assim há dias em que ficamos sem internet!”, coloca Lindaura.

Ítens como a instalação de cadeiras na recepção, pia exclusiva para higienização das mãos dos funcionários, adoção de um Procedimento Operacional Padrão em todos os setores e implementação de um Programa de Educação Permanente estão praticamente concluídos. “A recepção ainda será ambientada e a pia exclusiva para higienização das mãos dos funcionários já está aqui e será instalada em duas semanas, com a vinda de um técnico, pois ela segue as normas da ABNT. O Procedimento Operacional Padrão já foi implantado e quanto ao Programa de Educação Permanente, nós mostramos o cronograma à promotora, lembrando que cada área do hospital tem procedimenos específicos e todos os funcionários devem estar cientes e atualizados”, pontua.

Os ítens que ainda não foram concluídos são a adequação da sala de esterilização, que segundo a gestora já foi feita a instalação da bancada de mármore, mas que ainda aguarda a liberação de recursos para investimentos, pois as modificações são mais honerosas. “O necrotério é a mesma situação, pois o MP faz questão que ele seja instalado em Corrente e para isso necessitamos de um investimento considerável”, lembra.

Em viagem na última semana, Lindaura Perpétua Cavalcanti entregou diretamente na SESAPI um ofício solicitando recursos para uma reforma urgente das instalações, além da reforma da futura sala de estabilização.

Lindaura reforça que a parceria com o Ministério Público tem sido muito benéfica para a instituição, e afirma que muitas melhorias foram conseguidas graças a mais essa parceria. “Quando eu tenho qualquer dúvida eu consulto o Ministério Público e a promotora tem o mesmo acesso conosco”.

Na última semana, a diretora também recebeu a visita do Conselho Municipal de Saúde, e mostrou aos membros as dependências do hospital e passou detalhes do funcionamento da instituição e da parceria. “Acreditamos que com a parceria cada vez mais sólida entre o Hospital Regional e a Prefeitura de Corrente quem ganhará é a população”.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp