03/03/2020 às 08h39min - Atualizada em 03/03/2020 às 08h39min

Deputada propõe a realização de uma Audiência Pública em São Gonçalo do Gurgueia para avaliar impactos ambientais

Redação
A deputada estadual Teresa Britto (PV), em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, lamentou o crime ambiental que acontece no município de São Gonçalo do Gurgueia, onde a devastação da vegetação e das bacias, inclusive das nacentes de riachos, trazem danos para a sociedade local.

“O fato é que a situação lá é séria, o rio Gurgueia está sendo assoreado, bem como pequenos agricultores perderam suas plantações e os animais de criação. Nós queremos urgentemente uma ação do Estado, através da Secretaria de Meio Ambiente, do Ministério Público do Meio Ambiente e desta Casa para que possamos nos responsabilizar e cobrar que a empresa responsável pelo crime pague os prejuízos provocados às famílias e ao meio ambiente”, defendeu.

A parlamentar falou da importância de ser feito um direcionamento sério no local e modo a evitar o desastre ambiental maior no município do Sul do Piauí. Segundo a oradora,  não houve um estudo sobre o impacto ambiental das ações no município.

Teresa Britto chamou a atenção da Casa para que seja realizada uma audiência pública no município. “Vamos apresentar nesta Casa, amanhã, um requerimento solicitando uma audiência pública com a presença da comunidade e dos órgãos competentes. E que as medidas cabíveis sejam tomadas, para que não tenhamos aqui, um 'Brumadinho' ou 'Mariana', como está acontecendo hoje, em Minas Gerais”, lembrou.

Aparte - O deputado Henrique Pires (MDB) se solidarizou com a deputada Teresa Britto e disse ser inadmissível três rompimentos em 45 dias.

O parlamentar concordou com a audiência pública e disse que o desenvolvimento é necessário, porque traz inúmero benefícios para o Estado, mas é preciso que os prejuízos sejam calculados pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente e pelo Ministério Público, para que a empresa faça uma compensação dos danos ambientais e para que fatos como esse não volte a acontecer no Piauí.

Henrique Pires também falou da necessidade de empresas que estejam dispostas a investir no Piauí, que o Estado está de braços abertos, mas que o caso relatado pela deputada é muito sério e precisa ser olhado com muito cuidado.


Matérias relacionadas:

Terceiro rompimento de bacia de contenção da Usina Solar São Gonçalo causa novos danos ambientais em brejos e nascentes 

Prefeito de São Gonçalo do Gurgueia denuncia à SEMAR rompimento de barragem em canteiro de obras da Usina Solar São Gonçalo




 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp