25/08/2020 às 20h04min - Atualizada em 25/08/2020 às 20h04min

Medicamentos adquiridos de forma irregular durante gestão interina são recusados pela secretária de Saúde de Gilbués

Ascom Prefeitura
A Secretaria Municipal de Saúde de Gilbués recusou o recebimento de medicamentos no valor de R$ 60.706,91 da empresa Distrimed Comércio e Representação LTDA nesta terça-feira (25/08). O motivo da recusa, de acordo com a secretária municipal de Saúde, Cires Guadalupe, foi a forma irregular como os medicamentos foram adquiridos, tendo sido pagos antecipadamente, procedimento que contraria os ritos de compras no setor público. 

“Uma aquisição no setor público deve ocorrer da seguinte forma: dotação orçamentária, licitação, empenho, nota fiscal, entrega da mercadoria, análise após o recebimento e aí sim é efetuado o pagamento. Mas o vice prefeito, que ocupou o cargo interinamente, atropelou os procedimentos e não sabemos como estes valores foram auferidos!”, explica a gestora.

O assunto ganhou as redes sociais  no início da noite, após a publicação de uma matéria que insinua que a prefeitura estaria recusando medicamentos por motivos políticos. 

“A  matéria, aparentemente tendenciosa, leva a uma ideia que não condiz com a verdade. Os menos atentos podem ser induzidos a pensar que estamos recusando medicamentos, mas a administração pública tem algumas regras, sendo uma delas a de não pagar de forma antecipada. Me recusei a receber o medicamento para não compactuar com erros da administração anterior, sempre tendo zelo pelos princípios da administração pública!”, reitera a secretária. 

A irregularidade será relatada na auditoria que está sendo realizada e que posteriormente será entregue ao Ministério Público (MP) e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE)

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp