31/08/2020 às 21h20min - Atualizada em 31/08/2020 às 21h20min

Apesar da morte de um gilbuense e com um vereador internado por Covid, vice-prefeito comemora decisão de desembargador com multidão em sua casa

Ascom Prefeitura
A morte de um paciente de 73 anos do município de Gilbués, vítima da Covid-19, mais a internação do vereador Cláudio por complicações da doença não foram motivos para o vice-prefeito Paulo Henrique Mascarenhas (Manin) moderar o entusiasmo do seu grupo político e comemorar, com uma multidão, a decisão do desembargador Fernando Carvalho Mendes, do Tribunal de Justiça do Piauí, que deferiu pedido liminar impetrado por Dimas Rosa Medeiros contra decisão do desembargador Oton Mário José Lustosa Torres que determinou o retorno de Leonardo de Morais Matos à Prefeitura de Gilbués.

Desde o final da tarde, circulam nas redes sociais vídeos com muitos fogos de artifício, carreata e uma grande festa na casa do político, com a presença dos seus correligionários. Como demonstram as imagens, não foram respeitadas as medidas de distanciamento social e uso de máscaras, colocando em risco a vida de todos os presentes.

O prefeito Leonardo de Morais Matos, por sua vez, lamentou a falta de responsabilidade "daquele que deveria dar o exemplo".

Sobre a decisão, a assessoria do prefeito declarou que ele permanece no cargo, de acordo com a decisão do desembargador Erivan Lopes. Confira a declaração na íntegra:

"Não existe nenhuma decisão judicial com condão de afastar o Prefeito legítimo do cargo.

Léo Matos retornou ao cargo por uma decisão do Desembargador Erivan, que assegurou o seu retorno imediato ao cargo, que se encontra em plena vigência no mundo jurídico e de fato. 

O prefeito informa que os trabalhos continuam normalmente e continuará cumprindo sua agenda e seus compromissos como gestor de Gilbues".

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp