08/03/2014 às 14h53min - Atualizada em 08/03/2014 às 14h53min

Governador Wilson Martins rebate críticas do senador Wellington Dias

Por Zózimo Tavares

Diário do Povo

O governador Wilson Martins pegou corda com as primeiras críticas do senador Wellington Dias à sua administração, feitas na quinta-feira. Ontem, durante visita de inspeção às obras do rodoanel de Teresina, na BR-343, saída da capital, o governador rebateu o senador sobre a paralisação de obras.

"Não estão falando a verdade. Meu governo não tem obra parada. Pergunte a ele (Wellington Dias) quantas obras paradas ele deixou. Foram centenas", reagiu Wilson Martins, citando como símbolo desse acervo de obras inacabadas do governo petista o Centro de Convenções de Teresina.

O governador disse que o senador teve uma gestão fraca e que algumas das obras mais importantes vieram de forma errada, através do Governo Federal. Ele citou como exemplo a ferrovia Transnordestina. "Eu, se fosse o governador naquela época, faria a Transnordestina passar também por Teresina. Em Parnaíba, faria o Porto", criticou.

O governador disse que graças à sua administração a população piauiense tem percebido o volume de obras no Estado.  "Obras como a do Rodoanel, duplicação das BRs, recuperação de estradas que não duraram muito tempo, a Potycabana, a Ponte na Frei Serafim e, agora, já estamos acertando a volta das obras do Centro de Convenções. Isso tudo garante ao piauiense ver que nosso Governo foi marcado por um volume maior de obras", reagiu.

O senador Wellington Dias disse que o seu sucessor tem obras paradas e outras que não avançam. "Algumas coisas pararam. Vamos ter que retomar. Acelerar a obra da ferrovia. Tem que repactuar com investimentos, como o da Suzano, da Vale do Rio Doce, das hidrelétricas, do próprio porto, de algumas rodovias e estradas", declarou.

Ora, o governador Wilson Martins foi o coordenador estadual do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) durante o segundo mandato de Wellington Dias. Por que não defendeu àquela época, com o mesmo entusiasmo, na forma que ele as idealiza, as obras federais que hoje reclama?

Wilson tem a comemorar, nesse episódio, que o senador não acrescentou nada de novo à sua plataforma de candidato a governador. Wellington traz as mesmas promessas de quando foi reeleito, em 2006, e das quais se esqueceu nos últimos oito anos, quatro deles sentado na cadeira de governador.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp