11/08/2015 às 07h52min - Atualizada em 11/08/2015 às 07h52min

William Guimarães fala sobre rompimento de Eduarda Miranda

Afirmou que ficou surpreso com a decisão, principalmente pela forma como ela comunicou esse rompimento

Bárbara Rodrigues, Gp1

O presidente da OAB secção Piauí, William Guimarães, comentou sobre o a decisão da vice-presidente Eduarda Mourão Eduardo Pereira de Miranda de romper com o com o grupo político que foi eleito para dirigir a OAB.

William Guimarães afirmou que ficou surpreso com a decisão de Eduarda Miranda, principalmente pela forma como ela comunicou esse rompimento.

“Foi uma surpresa. Total surpresa, até porque um dia antes do rompimento estávamos em um evento e nada disso foi tratado. Eu fui comunicado, como todos os colegas da OAB, através do Whastapp e eu entendo que essa não é a forma, pelo menos não a forma civilizada de decidir questões alusivas a gestão da Ordem, ainda mais em uma caminhada que já faz dois anos e meio de gestão, mas é um direito de cada um e as pessoas agem conforme as suas conveniências e ideais. Em relação a decisão em si não há o que criticar, mas somente o fato da forma [como a situação foi tratada] que me causou muito espécie”, afirmou.

Apesar da decisão, Eduarda Miranda continuará na vice-presidência. O presidente da OAB afirma que não acredita que esse rompimento atrapalhará os trabalhos na Ordem.


“Eu acredito que não. Há um compromisso da diretoria, que são formados por cinco diretores, que são eu e mais quatro pessoas, incluindo a doutora Eduarda Mourão. Acredito que os interesses da instituição devem ser colocados acima dos interesses pessoais de cada um de nós”, disse William.

Para William Guimarães a decisão de Eduarda Miranda pode ter haver com a nova eleição para a direção da OAB, que acontecerá na segunda quinzena de novembro. A chapa formada por William foi eleita em 2012 e encerra seu mandato em 31 de dezembro deste ano. Desde a campanha ele afirmou que não iria se reeleger. “Eu tenho compromisso com a minha categoria e não concorrerei a reeleição”, declarou.

Questionado se a decisão de Eduarda Miranda seria devido às eleições, o presidente da OAB disse acreditar que esse foi o principal motivo de sua decisão. 

“As fotos que estão no Facebook demonstram isso. Ela está de braços dados comemorando com os candidatos que foram derrotados no último pleito, o que se vislumbra, é que ela entendeu que não havia espaço de ser candidata no grupo que nos representamos e decidiu, portanto, mudar seu posicionamento”, finalizou o advogado William Guimarães.
 

Imagem: Lucas Dias/GP1
Eduarda Miranda, vice-presidente da OAB(Imagem:Lucas Dias/GP1)

Eduarda Miranda, vice-presidente da OAB(Imagem:Lucas Dias/GP1)

Eduarda Miranda, vice-presidente da OAB
 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp