15/11/2018 às 14h29min - Atualizada em 15/11/2018 às 14h29min

Ibaneis defende aprovação do projeto de securitização de dívidas na Câmara dos Deputados

Em Fórum de Governadores, o futuro gestor do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, garantiu que a capital do país poderá ter  R$ 31 bilhões, se o projeto da securitização das dívidas for aprovado na Câmara dos Deputados.

O texto estabelece que os estados poderão vender, ao mercado financeiro, créditos que tenham a receber de contribuintes e, assim, conseguir antecipar recursos.

Ibaneis explicou, durante o evento, a importância da aprovação do projeto não só para o DF, mas para todos os estados brasileiros.Em Fórum de Governadores, o futuro gestor do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, garantiu que a capital do país poderá ter  R$ 31 bilhões, se o projeto da securitização das dívidas for aprovado na Câmara dos Deputados.

O texto estabelece que os estados poderão vender, ao mercado financeiro, créditos que tenham a receber de contribuintes e, assim, conseguir antecipar recursos.

Ibaneis explicou, durante o evento, a importância da aprovação do projeto não só para o DF, mas para todos os estados brasileiros.

No evento, Ibaneis afirmou que os futuros governadores também querem apoio para renegociação das dívidas. Ele garantiu que os gestores vão apoiar a reforma da Previdência, por considerá-la fundamental para o equilíbrio das contas públicas da União e dos entes federados.

Ibaneis disse ainda que uma das preocupações dos governadores é com o serviço público.

Além das questões econômicas dos estados, no encontro, os governadores também debateram o meio ambiente, a fiscalização das fronteiras, lei kandir, reajuste da tabela dos SUS, o FUNDEB- Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, entre outros assuntos.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, e os futuros ministros do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, da Economia Paulo Guedes, também participaram do fórum.

No dia 12 de dezembro, todos irão se reunir mais uma vez em Brasília para debater a consolidação das propostas que serão encaminhadas ao governo federal e ao Congresso, logo no início do próximo ano.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp