04/03/2018 às 12h02min - Atualizada em 04/03/2018 às 12h02min

Insensatez

Por Gabriela Aguiar

Portal Corrente

        Sua mente estava tão inquieta que não conseguia organizar as palavras no papel, mal reconhecia a sua letra. O coração estava em conflito com tudo aquilo lhe outrora disseram ser a razão.

        Era um dia de chuva qualquer. Mas a tempestade maior estava explodindo dentro dela. Os seus medos eram como raios assustadores e tão velozes que ela não conseguia controlar.

        Controle. Fora algo que aprendera desde muito cedo. Colocar a razão sempre em primeiro lugar e não deixar que as angústias se colocassem a frente do que era sensato.

        Hoje, ela se perguntava se a sensatez era realmente seguir a razão. Porque há muitos dias questionava-se se não seria melhor seguir os seus instintos. Simplesmente deixar fluir, sem colocar nenhum empecilho.

        Massageou suas têmporas com os dedos. Tão eficaz quanto rabiscar inúmeras vezes as palavras que deveriam ser ditas e não escritas. As cartas... as cartas que nunca seriam entregues para ninguém, mas ela continuava a escrever com muito afinco.

        Precisava escrever, pois era uma forma de extravasar o que sentia sem perder o controle de si. Até quando seria sensato esconder o que se sente?

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »