17/05/2019 às 16h12min - Atualizada em 17/05/2019 às 16h12min

A importância dos avós

Outro dia desses, em uma revista, estava lendo que a importância dos avós para os netos é comprovada cientificamente. Segundo um estudo feito pelo Boston College, nos Estados Unidos, essa relação permite que os avós tenham contato com a geração mais nova, com abertura para novas ideias. Já para os netos, os idosos oferecem a sabedoria adquirida durante toda a vida, as crianças acabam incorporando e utilizando esses conhecimentos.
Concordei com cada palavrinha, pois refletiu muito a convivência na casa dos meus avós. Família toda reunida no domingo, sem nenhuma comemoração específica, o motivo especial é estar ali. Bolo quentinho saindo do forno, histórias sendo contadas pela enésima vez e, ainda assim, a gente ouvindo como se fosse a primeira. É tão maravilhoso participar de momentos assim!
Cada ruguinha no rosto dos meus avós é a marca do tempo de uma vida repleta de alegrias, bons momentos e também de tristezas. Mas quem nunca passou por elas? Eles não se envergonham de contar as dificuldades pelas quais passaram, na verdade, orgulham-se bastante por terem conseguido enfrentá-las.
Olho para o porta-retratos no centro da mesa da sala. É a avó que virou estrela, mas que está sempre presente nas nossas melhores lembranças e que agora conforta os nossos corações. Olhar aquela foto é quase como sentir o seu abraço apertado e, se eu fechar bem os olhos, consigo sentir o cheiro de lavanda. É saudade, mas uma saudade boa, cheia de gratidão pela oportunidade de ter convivido com ela.
Sou grata pela convivência com todos os meus avós, por ter aprendido com eles sobre a perseverança, a paciência e o afeto. Por ter aprendido também que muitas coisas nas nossas vidas são passageiras e que devemos saber como lidar com isso. Sou grata pelo carinho, pelos sorrisos e pelas boas histórias.
Gabriela Aguiar

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »